Tudo o que você precisa saber sobre os bioestimuladores Radiesse e Sculptra




A partir dos 30 anos, é bastante comum que as pessoas comecem a perceber os primeiros sinais de envelhecimento da pele. Isso acontece porque ela naturalmente perde suas proteínas naturais mais importantes, como colágeno, elastina e ácido hialurônico, gerando menos elasticidade e mais flacidez, rugas e linhas de expressão.


A boa notícia é que, para retardar esse processo, existem uma série de procedimentos, entre eles os chamados bioestimuladores de colágeno, que, como o próprio nome sugere, atuam promovendo a produção do colágeno e da elastina pela própria pele, gerando um resultado progressivo, mas muito mais natural e sustentável.


Como existem muitas opções disponíveis no mercado, neste artigo, gostaríamos de trabalhar duas das mais populares, Radiesse e Sculptra, que estão ganhando mais destaque nos últimos tempos.


Qual a principal diferença entre esses dois bioestimuladores?


Enquanto o Radiesse combina um gel e pequenas microesferas chamadas hidroxiapatitas de cálcio, com uma estrutura semelhante às encontradas nos ossos e dentes, o Sculptra utiliza uma fórmula contendo ácido poli-L-láctico, que é um material sintético que pode ser absorvido pelo corpo com o tempo.


Dessa forma, embora ambos possam corrigir a flacidez e a perda substancial de volume da pele, o Radiesse realça mais os contornos, enquanto o Sculptra atua de forma mais presente na luminosidade. Além disso, o primeiro fornece um efeito volumizador mais imediato (já que possui uma composição mais viscosa), enquanto o segundo requer mais semanas para que o resultado de preenchimento suave seja alcançado.


Como é feita a aplicação?


É importante entender que o procedimento com bioestimuladores causa o mínimo de desconforto, uma vez que os produtos são diluídos em anestésicos e, antes da injeção do material, também é aplicado um creme local para minimizar qualquer dor que o paciente possa sentir.


Em seguida, é feita a aplicação por meio de uma série de injeções ou uma cânula (agulha sem ponta perfurante), sendo que cada sessão dura em média 45 minutos, dependendo da quantidade injetada. Uma vez finalizada, o profissional massageia os locais para ajudar a distribuir o produto de forma uniforme por baixo da pele, permitindo uma melhor absorção nas camadas mais profundas. Quando vai para casa, o paciente é orientado a continuar com as massagens por pelo menos cinco dias.


Vale ressaltar que o Radiesse e o Sculptra podem ser utilizados para tratar uma série de questões, sendo as mais comuns: flacidez facial, corporal de regiões como braços, glúteos, coxas, axilas, pescoço, colo e mãos, e abdominal (principalmente após emagrecimento e gravidez), tratamento do famoso “bigode chinês” e das rugas de “marionete”, de celulite e também da perda de gordura facial, bastante comum entre atletas.


Em quanto tempo posso ver os resultados?


Conforme pontuamos, por se tratar de um procedimento que trata a pele de forma mais natural, seus resultados são progressivos. Assim, em 28 dias após a aplicação começa o estímulo celular, e em três meses é o pico da ação, onde o paciente consegue notar a diferença nas áreas tratadas.


Além disso, vale pontuar que, ao contrário dos preenchedores, os resultados dos bioestimuladores não vão embora. Ainda assim, como envelhecemos todos os dias, o ideal é fazer uma manutenção anual pelo menos até os 40 anos, e duas ou três anuais após essa idade.


Lembrando que hábitos de vida saudáveis, como não fumar, comer mais proteínas e praticar exercícios físicos de forma constante, podem ajudar, e muito, a prolongar os efeitos dos bioestimuladores. É a estética e os cuidados diários aliando-se para que possamos ter mais qualidade de vida!


Se tiver alguma dúvida sobre esse assunto, nossos profissionais estão à disposição: (19) 3255-0255 (WhatsApp).